A sociedade do descarte e o propósito divino para o casamento | A Palavra

quinta-feira, 27 de abril de 2023

A sociedade do descarte e o propósito divino para o casamento

Buscando a vontade de Deus para o casamento em tempos de relacionamentos descartáveis

Divórcio
Imagem: Freepik
Pr. Cleber Montes Moreira

“Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” (Marcos 10:9)

Um homem, que pediu o divórcio, conversando com um amigo, justificou: “O cristal quebrou”. Em outras palavras, ele disse que o relacionamento havia perdido o encanto. A verdade é que qualquer união matrimonial que dependa de “encanto” para sobreviver já fracassou.

O número de divórcios bate novos recordes a cada ano. Vivemos em uma época de relacionamentos descartáveis, em que amizades são rompidas e matrimônios são dissolvidos por qualquer motivo. Isso é reflexo de uma sociedade decadente, marcada pelo individualismo e egoísmo, onde a busca por satisfação pessoal supera a importância dada aos vínculos afetivos construídos.

Alguém afirmou: “Ninguém deve viver infeliz em um relacionamento”. E essa frase resume bem o padrão da nossa sociedade, na qual impera o hedonismo.

Para aqueles que não compreendem o propósito de Deus para a união conjugal, há muitas razões para o divórcio, e isso é resultado da “dureza do coração” causada pelo pecado que contaminou a humanidade (Mateus 19:8). No entanto, Deus juntou o homem e a mulher para que sejam uma só carne — união indissolúvel! É por isso que Jesus enfatizou que o que Deus uniu, o homem não deve separar (Marcos 10:9).

Não permita que a cultura do descarte afete sua visão sobre o casamento. Lembre-se de que Deus o instituiu para ser uma bênção, não um fardo. Quando permitimos que Ele esteja no centro de nossas vidas, superamos as dificuldades no relacionamento. Peçamos a Ele que nos ajude a viver em harmonia com Sua vontade — porque isso é a felicidade! Pense nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livros teológicos?

livros teológicos