Aprendendo com Josué: O Exemplo como Princípio de Liderança | A Palavra

quinta-feira, 2 de maio de 2024

Aprendendo com Josué: O Exemplo como Princípio de Liderança

Fé e liderança: O Papel do Homem no Lar e na Igreja

Família
Imagem gerada por IA
Pr. Cleber Montes Moreira

“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.”
(Josué 24:15)


A vocação para a liderança espiritual começa no lar. Aqueles que aspiram a liderar o povo de Deus devem, em primeiro lugar, demonstrar sua capacidade de liderança dentro de suas próprias casas, governando suas famílias com mansidão e firmeza, sabedoria e amor. Paulo, ao escrever a Timóteo, estabelece este princípio de forma clara, afirmando que o líder cristão deve “governar bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia” (1 Tm 3:4,12). Josué exemplificou este princípio em sua vida. Antes de liderar a nação, ele liderava sua própria família.

Deus criou o homem para liderar, e essa liderança inclui a responsabilidade espiritual. Portanto, é o homem quem deve tomar a iniciativa em questões espirituais, convocando sua família para a leitura bíblica, orações, Escola Bíblica Dominical e cultos públicos; para juntos “servirem ao Senhor”. Ao agir assim, ele será chamado “bem-aventurado” (Salmos 128).

Podemos afirmar que estamos vivenciando um tempo de crise de liderança masculina em todos os setores da sociedade, e particularmente nos lares e nas igrejas. Se as mulheres têm assumido espaço neste vácuo deixado pelos homens, é porque muitos deles têm falhado em cumprir o seu papel. Como Hernandes Dias Lopes nos diz: “Vivemos uma séria crise de liderança na família. Os papéis estão confusos. Os homens têm abandonado sua trincheira e delegado às mulheres a liderança espiritual da família. Apesar do importante papel da mulher e da mãe no lar, cabe ao marido, ao pai, a liderança espiritual da família.1” Nas igrejas, a mesma coisa ocorre.

Josué pôde proclamar com confiança: “eu e minha casa serviremos ao Senhor”. Sua família estava ao seu lado, seguindo seus passos, não porque ele era “mandão”, mas porque era íntegro, temia ao Senhor e liderava pelo exemplo. Ele era amado, admirado e respeitado em seu lar. Assim devem ser todos os homens — suas famílias devem ter orgulho deles.

O sucesso de um líder, especialmente um líder espiritual, começa no ambiente doméstico. Seja liderando uma igreja como pastor, servindo como diácono, ou ocupando qualquer posição de liderança entre o povo de Deus, é essencial que ele seja aprovado em sua própria casa e tenha o apoio de sua família.

O desafio que Josué apresentou a Israel só poderia ser feito por alguém que, antes de liderar a nação, conduzia os seus no temor do Senhor. Sua autoridade vinha de seu exemplo. Ao convocar o povo para abandonar os falsos deuses, ele o fez como alguém cuja família adorava exclusivamente ao Deus verdadeiro (vv.14,15).

Portanto, você, homem cristão, reflita: À luz da Bíblia, você tem exercido seu papel de homem? Você tem governado bem a sua casa? Antes de ocupar qualquer cargo ou função na igreja, você tem sido exemplo para os seus? Você pratica o amor no lar antes de falar sobre ele publicamente? Você evangeliza os seus antes de evangelizar os de fora? Você pode dizer “eu e minha casa servimos ao Senhor”? Pense nisso!

-------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Livros teológicos?

livros teológicos