Ativistas pró-aborto interrompem culto na Lakewood Church | A Palavra

quarta-feira, 8 de junho de 2022

Ativistas pró-aborto interrompem culto na Lakewood Church

“Meu corpo, minhas regras!” — Ato contra a vida e atentado contra a liberdade de culto nos EUA perpetrado por ativistas pró-aborto

ativistas pró-aborto
Ativistas pró-aborto interrompem culto na Lakewood Church

Em razão da possibilidade da anulação de uma decisão histórica da Suprema Corte dos EUA, o caso “Roe vs. Wade”, de 1973, que garante o aborto até o terceiro mês da gravidez, três ativistas interromperam o culto de domingo de manhã na megaigreja Lakewood Church, no Texas. As mulheres tiraram seus vestidos e permaneceram apenas com as roupas íntimas, gritando e proferindo palavras de ordem. As manifestantes pertencem ao Grupo Rise 4 Abortion Rights, conhecido por organizar protestos em todo o país.

Após uma oração do pastor da igreja, Joel Osteen, quando os fiéis começavam a sentar em seus lugares, uma mulher se levantou, tirou seu vestido e começou a gritar: “Meu corpo, minha escolha!”. Na sequência, outra mulher também tirou sua roupa, se levantou e gritou: “Derrubar Roe? De jeito nenhum!”. Uma terceira mulher repetiu o gesto de se despir e as mesmas palavras de ordem. Elas usavam calcinhas e sutiãs brancos com estampas de mãos verdes, e acenavam com bandanas verdes — a cor que representa o movimento pró-aborto.

Depois de serem acompanhadas para fora do templo, as ativistas, sob aplausos de alguns presentes, se juntaram a outras para uma manifestação do lado de fora do templo. Elas afirmaram que escolheram como alvo a Lakewood Church porque a maioria das igrejas se posicionam contra o aborto.

O incidente foi registrado em vídeo e postado no perfil do Grupo Rise 4 Abortion Rights no Twitter e logo viralizou.

O caso foi repercutido pela Rede de TV ABC. Veja abaixo:

“E sereis odiados por todos por amor do meu nome…” (Marcos 13:13)

Nenhum comentário:

Postar um comentário